segunda-feira, 7 de maio de 2018

VILA FRANCA: O PADRINHO (ART) DEU O EXEMPLO!


Por: Catarina Bexiga

Grande moldura humana e enorme ambiente o que se viveu na tarde de Domingo na Palha Blanco. E ali António Ribeiro Telles deu (uma vez mais) uma lição de Toureio a Cavalo! Os seus dois toiros de Vale Sorraia foram exigentes, muito exigente mesmo o segundo. Mas o cavaleiro da Torrinha andou sobradíssimo de recursos e sempre em TOUREIRO com maiúsculas. Montado no “Favorito”, deu importância aos compridos e esteve intencional com os curtos. Entrando ao toiro com decisão, cingindo-se nos embroques, e cobrando com impacto. Com o quarto da tarde esteve em Maestro consumado. O segundo comprido a sesgo teve muito mérito, e tudo o que se seguiu idem. Pela forma como entendeu o toiro e como encontrou soluções. Com o “Alcochete” houve três curtos de grande nível!

David Gomes, a quem tocou o lote mais vistoso, dois cardenos, veletos, que não complicaram,  concretizou o seu sonho. E tem motivos para o recordar. Tomou a Alternativa das mãos de António Ribeiro Telles, que lhe cedeu o N.º 76, de nome “Urze”. A Palha Blanco esteve consigo, o cavaleiro teve passagens convincentes no seu primeiro, especialmente montado no “Campo Pequeno”; e andou desembaraçado com o último.

Embora disposto e entrega, Luís Rouxinol sentiu mais dificuldades em afirmar-se. O seu primeiro foi o mais fácil do curro e o segundo muito trotón. Com o “Douro” no primeiro, privilegio o toureio ladeado; e com “Girassol” no segundo, a actuação veio a menos.

Os Amadores de Vila Franca e Coruche completaram o interesse da tarde. Pelo grupo da terra pegaram o futuro cabo, Vasco Pereira à primeira tentativa; Francisco Faria à segunda; e um enorme Márcio Francisco à terceira, com uma grande primeira ajuda. Pelo grupo de Coruche foram caras Miguel Raposo à primeira; João Prates à segunda, depois de uma enorme primeira tentativa (ganhou o prémio em disputa); e António Tomás à primeira.

Assim, ficou marcado o regresso da família Levesinho à “sua” Palha Blanco. E hoje temos motivos para exaltar o Toureio a Cavalo à Portuguesa com uma grande tarde de António Ribeiro Telles!

Foto: João Silva / Sol e Sombra