quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

PENSAMENTO DO DIA: COMO DEFENDER A FESTA DE TOIROS ?

Por: Catarina Bexiga

Actualmente há uma preocupação que me inquieta: Como defender a Festa de Toiros?
Defendê-la junto da classe política – demasiado sensível aos movimentos “anti” – é um trabalho feito, com muito mérito, por parte da Prótoiro, e sobretudo por Hélder Milheiro. Julgo mesmo que os intervenientes no espectáculo, os que vivem dele, não reconhecem à organização o devido valor. Porque as batalhas travadas e as vitórias conseguidas permitem-lhes o sustento. E vão continuar…

Defender verdadeiramente a Tauromaquia, com “valores” consistentes, só é possível dentro da arena, só é possível em cada tarde ou noite de toiros. O espectáculo precisa de argumentos que o eleve. Os toureiros mais novos têm que, rapidamente, dar a cara pela profissão. Como se justifica que a maioria das Figuras do Toureio da actualidade tenha mais de 25 anos de Alternativa e continue nos lugares cimeiros? E quando escrevo dar a cara pela profissão, refiro-me a dar a cara pelo Toureio a Cavalo à Portuguesa. Porque é este que é nosso e é este que precisa de ser defendido e promovido. Para chamar aficionados e ganhar dinheiro… primeiro há que entusiasmar!