quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

OS CAVALOS NOVOS DE... Francisco Correia Lopes

Dos cavaleiros da nova geração, Francisco Correia Lopes – filho e sobrinho de toureiros – tem dado nas vistas, pelo conceito e pelos progressos que tem revelado. Debutou nas arenas em 2012, prestou prova para praticante em 2016, somando, na última temporada, várias actuações que lhe deram crédito. Na temporada de 2017 pretende “abraçar” novos desafios e, para isso, conta com três novas “apostas”. 
Hoje apresentamos os cavalos novos de Francisco Correia Lopes.



ESPANTO, Lusitano, ferro Monte das Mós, 7 anos, pelagem ruço rodado.


Opinião de Francisco Correia Lopes: “É um cavalo para curtos, bom lidador, mas que ainda pode melhorar muito o momento da sorte. Vai ter praça pela sua beleza e pela sua energia. É muito fino e delicado. Já faz uma Passage e Passo Espanhol bonitos”




OGIVAL, Lusitano, ferro Luis Fabre, 15 anos, pelagem castanha.


Opinião de Francisco Correia Lopes: “É um cavalo de saída, muito desembaraçado, veloz e eficaz. Tem um carater forte. Já está posto a fazer Piaffé, Passo Espanhol e Passage.”




EL-REI, Luso-Árabe, ferro Correia Lopes, 7 anos, pelagem ruço rosilho, irmão da Viajante da quadra de Luís Rouxinol.


Opinião de Francisco Correia Lopes: “É um cavalo de curtos muito habilidoso, que pode marcar a diferença. Não é um grande lidador, mas no momento do ferro é muito bom. É possante e expressivo a tourear. Faz Passagens de mão aproximadas, Passo Espanhol, Passage e Piaffé”